terça-feira, 11 de outubro de 2016

Ação Solidária - Uma Mão Amiga


O Exército Brasileiro tem um lema chamado: Braço Forte, Mão Amiga, Você Pode Confiar!


Sabemos que temos o Braço Forte do Senhor nos ajudando na caminhada da vida, que podemos confiar plenamente nEle e que devemos ajudar aqueles que precisam, estendendo uma Mão Amiga de compaixão, misericórdia e socorro. 





Estivemos estendendo as nossas mãos para ajudar pessoas com aquilo que Deus tem nos dado. Na oportunidade recebemos a visita e a ajuda do Pr. Éder e seu filho Bruno, Zé Carlos e o ex-jogador de futebol Chicão, todos vindos de São Paulo para somar conosco e fazer a obra missionária na Zona Rural do Sertão Nordestino. 

Realizamos várias atividades evangelísticas com adultos e com as crianças da Zona Rural, onde estivemos visitando a escola que damos assistência, fizemos também momentos de louvor com moradores das comunidades visitadas, evangelismo pessoal, oração nos lares, ministração na vida das pessoas. Foram momentos maravilhosos que passamos juntamente com os irmãos que vieram nos ajudar e abençoar vidas.








Foi gratificante poder ajudar as famílias com cestas básicas, sandálias, kits de higiene bucal, servimos lanches para pessoas que participaram conosco de algumas atividades nas comunidades visitadas.

O Projeto Alcançando o Sertão segue firme e forte pela graça de Deus sendo um instrumento de resgate e bênção na vida do Povo Sertanejo.

Agradecemos aos irmãos que se deslocaram de uma distância tão grande para serem usados por Deus para estender as mãos para abençoar o nosso ministério aqui no Sertão do Rio Grande do Norte. Agradecemos a Igreja Manancial de São Paulo e os amigos do sertão por esta parceria nesta ação que promoveu edificação, crescimento e expansão do Reino de Deus entre o povo sertanejo.

Silvany Luiz, Pr.













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

A nossa lavoura morreu, mas não a nossa esperança em Deus!!!

Só quem vai de alguma forma (contribuindo financeiramente, orando e estando no campo) é quem vai ouvir esta frase: a nossa lavoura morreu, ...