sexta-feira, 26 de junho de 2015

Nosso posicionamento com relação aos questionamentos levantados na Consulta Realidade Sertaneja: Ontem e Hoje


1. Quais os três principais desafios para a evangelização do Sertão nos dias de atuais? 
- Falta de obreiros (sem dúvida, o principal e bíblico motivo); 
- Falta de "consciência missionária sertaneja" no coração das igrejas dos grandes centros urbanos. Ex.: IPB Mata da Praia de Vitória do ES, Oitava IPB de Belo Horizonte e IV IPB de Garanhuns têm esta consciência e são canais de constantes movimentos de apoio para o Sertão; 
- Fixação dos obreiros que são discipulados no Sertão. Muitos obreiros que são discipulados no Sertão acabam sendo "sequestrados" pelas igrejas que têm mais condições ($). 

2. Quais os três maiores problemas que a igreja sertaneja enfrenta? 
- Falta de preparo: Boa parte dos obreiros sertanejos demonstram não ter preparo suficiente; 
- Igrejas e obreiros mal equipados; 
- Consolidação dos trabalhos: Plantar é fácil, consolidar é outra história. É preciso que obreiros e parceiros tenham consciência deste fato. 

3. Que iniciativas estratégicas podem ser marcantes para a evangelização do Sertão? Citaremos 3. 
- Dimensionar o problema: As denominações e agências missionárias sertanejas trabalham no escuro, por não terem ideia da real dimensão dos desafios; 
- Enviar obreiros bem preparados e bem equipados; 
- Assistir integralmente o campo, supervisionando e pastoreando os obreiros, e disponibilizando sustento e ferramentas suficientes. 

4. Quais os tipos de ministérios que o Sertão mais precisa? 
- Evangelismo: Tudo parte da pregação do Evangelho e este deve ser feito nas mais diversas situações, não apenas dentro da igreja (templo) ou ocasiões especiais;
- Discipulado: Ovelhas gerando ovelhas que geram ovelhas; 
- Oração: A base de tudo. 

5. O que o grupo acha da criação de uma rede de instituições que trabalham no Sertão? Em que áreas essa rede deve trabalhar? Excelente ideia, desde que a rede não venha a ser um concorrente, ou seja, que ela atue somente como facilitador do processo. Que seja um meio e não um fim. 

Áreas de atuação:

- Criando um BANCO DE DADOS, atualizando e disponibilizando informações as partes interessadas; 

- Promovendo INTEGRAÇÃO entre igrejas, obreiros e missões que atuam no Sertão; 

- Facilitando ATIVIDADES INTERDENOMINACIONAIS para edificação e comunhão (congressos, simpósios, etc); 

- Criando CANAIS DE DIVULGAÇÃO das ações que estão sendo desenvolvidas em prol da evangelização do Sertão Nordestino; 

- Construindo PONTES entre igrejas dos grandes centros urbanos, empresas, ONG's e outras entidades e pessoas afins. 

Marcos Sal da Terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

P.A.S – PROGRAMA ALCANÇANDO O SERTÃO

O ano de 2017 foi intenso! Realizamos vários projetos evangelísticos com o objetivo de alcançar mais e mais a Zona Rural do Ser...