sábado, 16 de fevereiro de 2013

A GRATIDÃO É A MEMÓRIA DO CORAÇÃO!



A aquisição de uma KOMBI  pelo MINISTÉRIO SAL DA TERRA / RN  supriu uma grande necessidade e muito tem ajudado na proclamação do evangelho do Sertão.
Esta KOMBI é um instrumento de grande importância para o Ministério Sal da Terra/RN viajar nos interiores visitando as vilas, povoados. e municípios alvos para realização do P.E. S – Programa de Evangelização do Sertão.
KOMBI do Ministério Sal da Terra/RN é denominada ÁGUIA DO SERTÃO. Com ela temos realizados as viagens missionárias por cidades, vilas e sítios da zona rural do Sertão.
Agradecemos de coração a Marcos Sal da Terra de forma direta e ao amado irmão (Não estou autorizado a dizer o nome) que fez esta contribuição para que este SONHO fosse concretizado. Ao amado irmão a nossa gratidão e a Deus toda honra e Glória.
Acompanhe-nos em oração ou vindo conosco numa das nossas viagens pelo Sertão, afinal, missões não é feito por coisas (inclusive KOMBI) Mas, por gente como você!

REFLEXÃO:

Investir na EVANGELIZAÇÃO do Sertão não é uma caridade: É uma
PARCERIA que ajuda a promover a oportunidade de salvação e libertação de vidas

P.E.S - Janeiro de 2013


Outros Momentos

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

SERTÃO: O DESAFIO CONTINUA GRANDE E IMENSO!

É com muita alegria e satisfação que compartilhamos as boas noticias a respeito do projeto missionário que aconteceu em janeiro no sertão do Seridó/RN. O projeto começou na Sexta feira dia e o encerramento Janeiro e aconteceu no Domingo dia 13 com a participação de Laércio Lins e Nelito sanfoneiro.
Louvamos a Deus pelos voluntários que formou a equipe de missionários e por todas as atividades que foram realizadas na proclamação do evangelho aos sertanejos. Queremos contar com a sua intercessão para que os frutos possam ser colhidos e que os resultados sejam abundantes.
Alcançando as seguintes localidades urbanas e zona rural: Acari, Santana do Seridó Petrópolis, Marrocos, Gargalheiras, São Bento e Lajinha.
O projeto missionário aconteceu do dia 04 ao dia 13 e contou com a participação de mais de 50 pessoas das Seguintes Cidades do Brasil:
1 – ESTADO DE SÃO PAULO - Campinas, Paulínia, Valinhos, Vinhedo, Indaiatuba, São Roque, Nova Odessa, Piracicaba e Porto Ferreira.
2 – ESTADO DO PARANÁ – Curitiba e Cascavel.
3 – ESTADO DO ESPÍRITO SANTO – Vitória.
4 – ESTADO DO PERNAMBUCO – Recife e Carnaíba.
5 – RIO GRANDE DO NORTE – Acari, Santana do Seridó, Cruzeta e Currais Novos.
       Uma turma boa, animada e muito disposta para servir ao Senhor no Sertão. Servos que não mediram as grandes distâncias que enfrentaram para estar em pleno Sertão seco anunciando a Água Viva, JESUS!
       Todos conscientes que foram usados por Deus para abençoar o povo sertanejo com as Boas Novas de Salvação.
Foram dias abençoados, abençoadores e de muitas atividades na região. Tais como: Evangelismo de casa em casa, evangelização zona rural e urbana, distribuição de literatura, apresentação de filmes, teatro, trabalhos com as crianças, grupos familiares, cultos ao ar livre nas praças e ruas, ação social, treinamentos, palestras, momentos de oração, musicais e muito mais.
       Muitos tiveram a oportunidade de ouvir que o Senhor os ama e quer salvá-los.

Evangelismo de casa em casa




Evangelismo Zona Rural



Teatro



Cultos 





Somos testemunhas de que vidas foram impactadas e edificadas, pois foram muitos os relatos tanto de pessoas das comunidades visitadas pela equipe como também dos próprios voluntários que foram grandemente tocados por Deus e experimentaram o agir do Senhor em suas vidas. Ao grande Deus, toda honra e glória!
Nossa oração é que Deus continue abençoando vidas e que cada participante seja desafiado a voltar no próximo projeto para juntos avançarmos na conquista do sertão para CRISTO.
Desfiamos aos voluntários do Projeto cantando: "Como quem põe a mão no seu arado e de bom grado vai pra roça trabalhar, o Pai nos chama a maior obra dessa vida, fazer com que todos vivam pra o reino ver chegar.”.
Expressamos nossa gratidão ao Pr. Pedro Sortica, ao Pr. Eraldo Xavier, Marcos Sal da terra, Laércio Lins e a equipe do Sal da Terra/RN e do Projeto Alcançando o Sertão, como também a todos os missionários voluntários pela visão e disposição de servir ao Senhor no Sertão.
O Projeto foi realizado em Parceria entre: Projeto Missionário Alcançando o Sertão, Ministério Sal da Terra/RN, Embaixadores no Sertão e Missão Coração Nordestino.
O desafio continua grande e imenso. Portanto, sejamos sal e luz no cumprimento da nossa MISSÃO e na realização desta grande e desafiadora obra que certamente triunfaremos.


Venha! Esperamos-te no próximo projeto!

DEPOIMENTOS

“Foi uma experiência incrível. Fomos recepcionados de uma forma maravilhosa pelas pessoas de lá, pudemos ver o amor de Deus na vida de cada um! E trouxemos de volta a saudade, o sentimento de gratidão no coração e a vontade de voltar pro Sertão”. 
Elisa Barsi, de Valinhos, SP.
Entrar na casa de um casal de idosos na cidade de Acari e orar com eles, numa fé simples, e, na zona rural, orar pela cura de um menino de 3 anos que tinha uma doença nos olhos e enxergava apenas vultos foram algumas das experiências de Dã Henque Alves, de Vinhedo, SP. “Isto me ensinou que são coisas simples e que podemos fazer sempre”, disse o jovem Dã.

Dã Henque Alves, de Vinhedo, SP.




O Sertão Esperança

Pr. Silvany Luiz

       Se a natureza é dura com os sertanejos mais forte são os homens que, lançando mãos dos seus recursos, transformam palha em esteiras, couro em utensílios domésticos, a caatinga em pastos, raios solares em energia elétrica, secura em fertilidade, esperança onde muitos só veem morte.
        O sertão e os homens que nele habitam são por isso mesmo especial; gente forjada no meio e nele integrado, é uma terra para poucos, assim como são poucos os missionários que nele trabalham.
      Lá nessa longínqua região de gostosíssima culinária, de povo acolhedor e solidário, os Batistas potiguares tem no Pr. Silvany Luiz e esposa Socorro Oliveira, bem como em Daniel Dantas, Veridiano e Jaqueline, seus principais propagadores da Palavra de Deus.

Miss. Veriano e Jaqueline - Seridó

       Há 16 anos, evangelizando o sertão Norte-Rio-Grandense e quatro anos na cidade de Acari, o Pr. Silvany e sua esposa, ele baiano de nascença, mas potiguar de coração vem realizando um maravilhoso trabalho na região do Seridó. Em conversa conosco durante a 3ª Celebração Missionária ocorrida em Natal nas dependências da Igreja Batista do Natal, o pastor nos falou do campo missionário, suas dificuldades, ação missionária e perspectivas de futuro.
       Em nossa conversa, pude compreender que o maior obstáculo ao avanço missionário no Seridó continua sendo a tradição religiosa do sertanejo. As raízes culturais são profundas e o povo, apesar de acolhedor, não se move muito facilmente do caminho trilhado pelos seus pais. Somente por meio da ação do Espírito Santo de Deus é que os homens são demovidos dos seus caminhos e aceitam de bom grado o Senhor Jesus.
       Diante de tamanho desafio o trabalho missionário dobra. O pregador cria seus próprios meios de aproximação do público, a fim de levar Jesus Cristo ao pecador.

Miss. Daniel Dantas - Seridó

       Dentre as estratégias usadas pelo Pr. Silvany, eu tomei nota de algumas tais como: As cruzadas evangelísticas, a distribuição de folhetos pelas ruas da cidade ou evangelismo de porta em porta, o trabalho com crianças, o estudo bíblico nos lares, quer seja para atender a famílias inteiras ou a indivíduos, a ação social na semana anterior a 3ª Celebração Missionária o pastor Silvany havia entregado 70 cestas básicas para famílias carentes de sua área de atuação], o PES – Programa de Evangelização do Sertão, a Trans e os espetáculos dramatúrgicos todos executados com esse mesmo propósito.
       A alegria com que falava da obra missionária no sertão levou-me a perguntar sobre os frutos do seu trabalho em nosso Estado. Com o mesmo desembaraço que o caracteriza foi relatando suas andanças pelo sertão potiguar e seu incansável trabalho para o reino.

CIDADES:
Carnaúbas dos Dantas.
Parelhas
Jardim do Seridó
Santana do Seridó
Acari

COMUNIDADES DA ZONA RURAL

Povoado Ermo
Povoado Santo Antonio da Cobra
Lajinha.
Gargalheiras
Petrópolis.

       Além de todas estas ações, o pastor nos confidenciou que fundou o Instituto Batista do Sertão. Aqui, a obra missionária se voltou para a formação de novos obreiros. Vinte irmãos foram treinados pelo Instituto e estão integrados ao trabalho batista, atuando em diversas áreas da denominação e nas congregações locais.. Hoje o Pastor Silvany e sua esposa Socorro Oliveira servem ao Senhor na Congregação Batista de Acari onde, através do programa de rádio “Falando de esperança”, continua a transmitir a mensagem de salvação a todo povo sertanejo.
       Durante todo o tempo que vem desenvolvendo seu ministério no sertão potiguar, o pastor Silvany alegou que recebeu e continua a receber o apoio de diversas igrejas e irmãos, fato este que tem feito toda diferença no resultado final do seu trabalho. Caravanas, bandas e cantores de igrejas variadas, bem como irmãos diversas denominações têm abrilhantado sua ação missionária de forma que a palavra de Deus tem crescido com esse apoio por todos os cantões da nossa terra.
       Concluindo nossa conversa, perguntei ao pastor: Pastor, qual seu maior sonho? Sem titubear, ele respondeu, “Que o Seridó deixe de ser um campo missionário para ser um celeiro de missões”.
Que o grande Deus continue abençoando seus servos fieis que, a semelhança dos homens do sertão, sabem transformar dor em alegria, dificuldades em possibilidades, secura em rios de água vivas.

       Pr. Silvany Luíz da Silva é casado com Maria do Socorro Oliveira Silva, é pai de Vanessa Giovanna e Giovanni Yan, é fundador do Projeto Missionário Alcançando o Sertão e Diretor do Ministério Sal da Terra RN, formado em Serviço Social, Bacharel em Teologia e Educação Cristã, tem Especialização na Área de Metodologia do Ensino e atualmente é Acadêmico de Direito.

Jerônimo Viana - IBA Jerônimo Viana – IBA

REFLEXÃO:

“A EVANGELIZAÇÃO DO MUNDO TEM PASSAGEM OBRIGATÓRIA PELO SERTÃO!”

Pr. Silvany evangelizando sertanejos. 



quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

MISSÕES: Desperta, Sertão!


Mesmo sendo uma das regiões mais áridas do Nordeste, o Seridó, principalmente o potiguar, apresenta uma das melhores qualidades de vida do interior brasileiro e a melhor do interior nordestino.
 Liderados pelo pastor e missionário de Paulínia, SP, Pedro Sortica, e apoiados pelo pastor local, Silvany Luiz da Silva, batista e integrante do ministério Sal da Terra, o grupo ofereceu suas férias para dedicar-se a evangelizar pessoas, adultos e crianças.
 Ali, os membros do grupo misturaram-se à população, servindo-os com amizade, orações, pregação do Evangelho nas casas, diversão com as crianças, música e reuniões de evangelização ao ar livre. Foram ajudados por grupos de louvor, com a presença de músicos cristãos da região, como o Jutson, motorista de ônibus no dia a dia e adorador e pregador do Evangelho nas noites livres e finais de semana. O grupo de Laércio Lins, músico no Recife e professor, também apareceu ali para ajudar no trabalho.
 Ao final, o grupo teve a certeza de que sementes do Evangelho haviam sido lançadas, e as que caíram em terra fértil dariam seu fruto na estação apropriada. Para os participantes, que na maioria pagou as próprias despesas, houve um despertamento para a grande necessidade de trabalhadores vocacionados.
 Leia o que disse a jovem Elisa Barsi, de Valinhos, SP: “Foi uma experiência incrível. Fomos recepcionados de uma forma maravilhosa pelas pessoas de lá, pudemos ver o amor de Deus na vida de cada um! E trouxemos de volta a saudade, o sentimento de gratidão no coração e a vontade de voltar pro Sertão”.
 Entrar na casa de um casal de idosos na cidade de Acari e orar com eles, numa fé simples, e, na zona rural, orar pela cura de um menino de 3 anos que tinha uma doença nos olhos e enxergava apenas vultos foram algumas das experiências de Dã Henque Alves, de Vinhedo, SP. “Isto me ensinou que são coisas simples e que podemos fazer sempre”, disse o jovem Dã.
Os integrantes do projeto, chamado “Embaixadores no Sertão”, dirigido por Pedro Sortica, visitaram algumas cidades além de Acari, como Parelhas e Santana do Seridó e Carnaúba dos Dantas.
A população das cidades foi impactada pela alegria do grupo. Pedro Sortica já anunciou que adotou Acari e que pretende dedicar-se à evangelização daquela região nos próximos dez anos. Em julho próximo, deve voltar a Acari, com novo grupo; dessa vez, incluindo alguns americanos.

"Passa ao Seridó e ajuda-nos"
Pastor Silvany: fácil acesso ao coração do nordestino.
Bill Crente, do Ministério Sal da Terra

Os crentes missionários e pastores do Nordeste recebem visitas esporádicas de irmãos do Sudeste e Sul do país, mas são eles os que ficam o tempo todo ali, enfrentando as batalhas da caatinga. São verdadeiros heróis de chapéu de couro e gibão. Aqui citaremos alguns, mas a honra é para todos.
Há 16 anos, o pastor batista Silvany Luíz da Silva e sua esposa, Socorro Oliveira, evangelizam o sertão do Rio Grande do Norte. Há quatro anos, na cidade de Acari, auxiliado pelo jovem missionário Daniel Dantas, Silvany tem fácil acesso ao coração do seridoense, porque é nordestino como ele. Ele conta que o maior obstáculo ao avanço missionário no Seridó continua sendo a tradição religiosa do sertanejo. “As raízes culturais são profundas, e o povo, apesar de acolhedor, não se move muito facilmente do caminho trilhado por seus pais. Somente por meio da ação do Espírito Santo de Deus é que os homens são demovidos de seus caminhos e aceitam de bom grado o Senhor Jesus”, observa Silvany, que, numa ponte sobre leito seco de rio em Santana do Seridó, faz uma paráfrase do apelo que um homem fez em sonho ao apóstolo Paulo certa vez: “Passa ao Seridó e ajuda-nos”.
Bill Crente mora em Olinda, mas tem os pés e o coração no sertão. Praticamente não há semana em que ele e a esposa Cléa não sobem em seu “jumentinho”, um carro Uno robusto e econômico, e viajam ao sertão de Pernambuco ou de outros estados para auxiliar obreiros ou pregar o Evangelho. Quando o grupo é maior, usam o “Expresso Sertão”, um ônibus para 24 passageiros, praticamente novo recebido em 2011 em oferta. Chapéu de couro na cabeça, sua marca registrada, Bill Crente é presbiteriano de origem e faz parte do Ministério Sal da Terra, assim como o pastor Silvany, de Acari, RN, e outros cristãos de vários grupos denominacionais. Há vários outros heróis da resistência no Nordeste, como a agência “Parceiros em Missões”, do Seminário Teológico Pentecostal do Nordeste. É dirigida pelo reverendo Thomas Fodor, homem de Deus que não mede esforços pela evangelização da região.

"Vem Jesus liberta o coração do Nordestino"
Marcos e Banda Sal da Terra: Forró e pregação ungida nas praças.

O Ministério Sal da Terra, com sede em Garanhuns, PE, é uma associação composta por vários cristãos que se dedicam à expansão do Reino de Deus no sertão nordestino. O foco da missão, idealizada por Marcos André Fernandes, são as pequenas localidades com menos de 1% de cristãos nascidos de novo. 
Nas viagens e contatos, os membros da associação participam de atividades nas igrejas, praças, escolas, feiras, esquinas. Fazem o trabalho de forma contextualizada, usando a rica cultura nordestina em suas diversas expressões; especialmente, a música. A Banda Sal da Terra é uma dessas expressões mais aceitas pela população, porque usa o forró – com muita unção e graça – para chegar ao sertanejo.
Laércio Lins é outro desses engajados na obra. A exemplo dos demais e com exceção apenas de Bill Crente, hoje em tempo integral, Laércio é professor e usa seu tempo de folga na evangelização por meio da música de raiz. Uma de suas canções é uma verdadeira oração: “Vem, Jesus, liberta/O coração do nordestino/Do homem e do menino que nasceu aqui/Vem Jesus, transforma/Muda sua história, faz ele feliz”. 

"O Repentista de Cristo"

Veridiano Pacífico, o missionário repentista. 
Dez anos atrás, de Carnaúba dos Dantas a Cruzeta, no Sertão do Seridó, Veridiano Pacífico de Melo era conhecido por seus repentes em troca de cachaça. Entrava nas bodegas e começava a declamar algo nestes termos:

Meu nome é Veridiano
Que improviso de momento
Boto a cela no corisco
Boto a cangalha no vento
Boto a canga no trovão
E monto no pensamento
Bote a cachaça no copo
Para eu botar ela pra dentro
Cumpri a minha jornada
Sem fazer viagem à toa
Ter amigo é coisa boa
Cachaça não vale nada
Mas já que ela está no copo
Vou beber esta danada

“Parece bonito, mas eu não passava de um mendigo da cachaça e vivia caído pelas ruas”, lembra Veridiano, sem saudade. Alcançado por Cristo e liberto da escravidão do alcoolismo, Veridiano tornou-se um pregador missionário do Evangelho. Mas não desprezou sua veia artística: transformou-se num repentista de Deus. Hoje faz seus versos e alcança muitos. Por onde anda, declama algo nestes termos:

Jesus Cristo é poderoso
Salva tribos e nações
Salva bêbados e drogados
Assassinos e ladrões
Tira o pecador das ruas
E também das facções
E o coloca em sua obra
Trabalhando por missões
Se você é um viciado
Assim como eu fui um dia
Seja um crente em Jesus Cristo
Que é a melhor companhia
Ele é o único amigo
Que nos dá força e alegria


SETE DE NOVE FAMÍLIAS SALVAS - Elinaldo de Castro Macedo, a esposa, Cícera, e os filhos, Cauã, de 9 anos, e Sara, de 2 anos, fazem a obra de Deus por amor em Santana do Seridó. Ele sai de bicicleta (ainda está orando para receber a doação de uma motocicleta) para evangelizar o povoado Laginha, um bairro rural próximo. Ali, sete das nove famílias estão convertidas. É uma família feliz por servir a Deus no Sertão.

Fonte: Revista Impacto, reportagem de Luíz Montanini.





A nossa lavoura morreu, mas não a nossa esperança em Deus!!!

Só quem vai de alguma forma (contribuindo financeiramente, orando e estando no campo) é quem vai ouvir esta frase: a nossa lavoura morreu, ...