quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

O CLAMOR DOS ESQUECIDOS: QUEM ME VALERÁ?

ZONA RURAL: UM CAMPO MISSIONÁRIO QUE CLAMA!

Neste Domingo fomos à comunidade Lajinha. Aliás, Na Lajinha temos presenciado Deus fazer maravilhas na vida de muitas pessoas daquela comunidade. O agir de Deus na Lajinha tem sido notório. Uma destas tantas maravilhas, foi a conversão da Dona Irene, que há muito ouvia o evangelho, mas resistia a tomar a decisão de seguir a Cristo.

Dona Irene toma a decisão de seguir a Jesus Cristo! Ela está acompanhada de 2 filhos dela que são crentes!



Quando chegamos naquele lugar percebemos claramente a alegria das pessoas em nos receber e ouvir as músicas; a pregação do evangelho de Jesus. Os missionários Elinaldo e Ilza que são filhos do lugar ficam radiantes com a presença da Igreja naquele “Cantinho do Sertão” que eles tanto amam.
O Missionário Elinaldo falando para os presentes.

Ilza é missionária na Lajinha trabalhando com crianças e adultos. 



Tudo isto nos motiva a avançarmos ainda mais com o projeto para outros povoados. Somos desafiados a percorrer quilômetros e mais quilômetros, entre os milhares e milhares desta imensa região do sertão nordestino, ou seja, a zona Rural que são: sítios, lugarejos e povoados, que ainda precisam ser alcançados pela mensagem do Evangelho. Como diz a música da Banda Sal da Terra:"Tenho um desafio imenso: ser sal e luz neste sertão".

Depois do culto sempre é oferecido um lanche especial na casa do casal Dona Inácia e Sr. Luis e a filha Ducarmo. Eles têm aberto as portas para a realização dos cultos na frente de sua casa, mesmo tendo na comunidade outras famílias que são convertidas. Orem especificamente por eles.
 Dona Inácia lá na janela! Por trás do pessoal que ela gosta tanto de receber na sua casa!

Dona Inácia na janela ouvindo os louvores!

No final da tarde retornamos para realizarmos o culto à noite na igreja em Santana do Seridó. Voltamos realizados e alegres pelo que Deus tem feito na Comunidade Lajinha.
Como diz a música da Banda Sal da Terra: "De jumento ou bicicleta, ou em cima de um caminhão, não importa o transporte, não importa a condução, o importante é chegar junto e fazer a pregação". 





Veja mais fotos do trabalho na Lajinha clicando aqui!

Conheça e ore pelo Projeto O Clamor dos Esquecidos: Quem me Valerá? Clicando aqui!