quinta-feira, 10 de março de 2011

PETRÓPOLIS: Mais uma Igreja Batista no Sertão do RN!


Após a realização do PES (Programa de Evangelização do Sertão) no mês de Janeiro, não encontramos um local de aluguel para que a nova igreja continuasse os trabalhos iniciados pelo Sal da Terra. Encontrar um local para alugar se tornou uma tarefa muito difícil após o Projeto Missionário.
Enquanto não encontrávamos o local, as atividades foram realizadas nas casas, nas ruas e praças do Bairro Petrópolis. As aulas para as crianças foram realizadas em uma pracinha em frente a igreja católica e as reuniões com adultos nos lares. Aconteceram muitas vezes reuniões em três casas simultaneamente. As reuniões no lares sempre bem frequentadas, mas as casas sem estrutura para receber tantas pessoas, pois fizemos grupos familiares até com 16 pessoas.
No entanto, Deus providenciou para a Igreja Batista do Petrópolis um lugar no centro do Bairro. alugamos um local, fizemos uma pequena reforma e inauguramos no Sábado dia 19 de Fevereiro.
Muitas famílias estão recebendo acompanhamento através de visitas, estudos bíblicos e discipulado. O trabalho com as crianças agora não precisa ser feito na praça a céu aberto, mas no próprio local e a igreja do Petrópolis tem agora um local como referência. A semente foi lançada e está sendo regada e cuidada... Aguardamos os frutos. Portanto, ore por nós e contribua para a expansão do Reino de Deus.

Trabalho com crianças realizado antes de encontrarmos o local.




Reformando o local do templo.




Trabalho com crianças no templo. Ainda não temos cadeiras, por isso as crianças estão sentadas no chão.




Equipe saindo para o evangelismo.




Ore pelo desenvolvimento e pelas necessidades desta nova igreja sertaneja!

Desejando maiores informações entre em contato com o missionário Daniel Dantas pelo telefone (84) 9949 - 0277 ou no Ministério Sal da Terra.

A nossa lavoura morreu, mas não a nossa esperança em Deus!!!

Só quem vai de alguma forma (contribuindo financeiramente, orando e estando no campo) é quem vai ouvir esta frase: a nossa lavoura morreu, ...