quarta-feira, 18 de novembro de 2009

O CLAMOR DOS ESQUECIDOS: QUEM ME VALERÁ?

O DESAFIO DA EVANGELIZAÇÃO DO SERTÃO.

INTRODUÇÃO

Zona rural do Nordeste: Um Campo missionário que clama!

Na Região do Nordeste do Brasil, o Sertão representa um grande desafio de evangelismo e plantação de igrejas. Conhecido pelos evangélicos como a Janela 10 / 40 do Brasil, principalmente a zona rural do Sertão Nordestino. A Região continua sendo uma das menos evangelizadas do país. Embora nos últimos anos o número de evangélicos tenha crescido muito no país, este não tem sido o caso do Sertão. Portanto, é hora da igreja focar seus esforços em favor da evangelização e plantação de igrejas em áreas mais carentes, que são os sertões, zona rural e o Nordeste de forma geral.
I - Zona Rural do Nordeste: Um campo missionário que clama!
A Operação Campo é um desafiante projeto de evangelização da zona rural do Sertão Nordestino. É o evangelho transformador do Senhor alcançando o povo nordestino que vive nas comunidades, povoados, sítios e lugares de difícil acesso no Sertão. Operação Campo: Um desafio radical!
II - Por que evangelizar a Zona Rural?
A zona rural do Sertão Nordestino possui mais de 12 milhões de habitantes e tem menos de 0,1% de crentes, com mais de 10 mil comunidades rurais sem a presença de uma igreja evangélica.
A zona rural nordestina é a Região do Brasil que apresenta os piores índices sociais, tais como: analfabetismo, desnutrição, evasão escolar, renda familiar muito baixa, falta de assistência médica e odontológica, etc.
III - O Desafio de Alcançar a Zona Rural.
Cremos que só o Evangelho pode transformar de forma radical, rigorosa e profunda a vida do homem sertanejo. A zona rural continua esperando pelas boas novas de amor, de paz e de redenção espiritual.
O desafio de alcançar este povo precisa ser encarado de forma urgente pela igreja evangélica brasileira. Esta é a hora de uma ação radical direcionada para alcançar o povo sertanejo que vive na zona rural. Seja um instrumento de Deus na busca da redenção do homem perdido, vamos juntos trabalhar em prol da salvação dos sertanejos.
IV - O que já foi feito?
O Projeto Missionário Alcançando o Sertão desde 1997 vem desenvolvendo atividades no Sertão Nordestino, incluindo a zona rural. Temos feito evangelização, discipulados, grupos familiares, ajuda comunitária, trabalhos com crianças, impactos evangelisticos, etc. Temos percebido o quanto este povo tem sido esquecido pelos governantes e pela Igreja Evangélica. Este povo tem sido vítima da injustiça social e espiritual. Conhecendo esta realidade, o Projeto Missionário Alcançando o Sertão criou o Projeto O Clamor dos Esquecidos: Quem me Valerá?
Obs. Atualmente o Projeto Missionário Alcançando o Sertão tem dois casais atuando na evangelização das comunidades rurais. Realizam trabalhos com crianças, grupos familiares, evangelismo pessoal, estudos bíblicos, etc. Um casal reside na cidade e o outro reside na própria zona rural.
V - Alvo: Alcançar as comunidades rurais sertanejas de cada município de atuação do Projeto Missionário Alcançando o Sertão.
VI - Justificativa:
Há mais de 10 mil aglomerados humanos (povoados, vilas e vilarejos) sem a presença evangélica no Nordeste, o que constitui um gigantesco desafio. Na nossa área de atuação existem diversos povoados, comunidades, vilarejos, sítios, etc, sem a presença da igreja evangélica. Atualmente nós estamos atuando em quatro lugares da zona rural.
VII - O que significa Alcançar:
1 - Evangelizar todas as pessoas destas comunidades.
2 - Discipular e batizar as pessoas que tomarem uma decisão de seguir a Jesus.
3 - Implantar uma igreja em cada grupo evangelizado.
VIII - Como Alcançar:
1 - Fazer o mapeamento, pesquisar e escolher as comunidades para trabalhar.
2 - Fazer parcerias com igrejas, pessoas, empresas para sustentar um casal trabalhando especialmente na zona rural.
3 - O casal reside em uma cidade-pólo da área de atuação do Projeto.
4 - O casal trabalha nos povoados com o auxilio das congregações existentes e que são ligadas ao Projeto Missionário Alcançando o Sertão (Promas).
5 - O Promas dará o suporte através dos impactos evangelisticos e eventos com os grupos voluntários.
IX - Prioridades: Alcançar.
1 – Lugares onde não há igrejas evangélicas.
2 – Lugares aonde o evangelho nunca chegou.
3 – Lugares onde há necessidades sociais intensas.
X – Região Alvo: Seridó Oriental (Sertão do RN).
Características da Região Nordestina:
1 – A população é predominantemente católica, idólatra ao extremo e ignorante em relação à Palavra de Deus.
2 – Área rural carente de serviços de saúde.
3 – Região com o maior número de crianças trabalhando.
4 – Região com o maior índice de pessoas desempregadas do país.
5 – Área menos evangelizada do Brasil e consequentemente menos evangélica.
6 – Nível de escolaridade muito baixo, com alunos alfabetizados precariamente. O índice de analfabetismo na zona rural nordestina é elevadíssima.
XI – Necessidades:
1 – O sustento dos missionários.
2 – Uma moto que será útil para o trabalho dos missionários que utilizarão a mesma para evangelizar e discipular as pessoas nos povoados.
3 – Manter um programa de rádio para alcançar a zona rural, pois o índice de audiência nesta área é muito grande.
XII – A Realidade do Sertão nos incomoda?
Enquanto algumas cidades do Brasil chegam a ter mais de 10% de Evangélicos, muitas cidades dos sertões do Nordeste não chegam a 1%. O Projeto Missionário Alcançando o Sertão está ajudando a mudar esta realidade. Ajude você também na evangelização deste povo tão carente. Ajude a mudar a situação em que se encontra a zona rural do Sertão Nordestino. Atenda o clamor dos esquecidos: Quem me Valerá?
XIII – Como você pode ajudar.
1 – Orando.
Ore pelos missionários que já está no campo.
Ore pela aquisição da moto.
Ore pelo sustento dos missionários.
2 – Contribuindo.
Contribua financeiramente.
Contribua divulgando o Projeto a outros.
Contribuam incentivando outros a se tornarem parceiros.
Adote um projeto sertanejo e ajude a sustentar um missionário no Sertão.
Seja um missionário...
Seja Um intercessor...
Seja Um mantenedor...
Orando, semeando e colhendo!

Conclusão

Ore para Deus despertar mais obreiros, parceiros, intercessores, igrejas, pastores para esta parte da seara.
Ore pelos povoados, vilas e lugares da zona rural do Sertão Nordestino. Você pode participar também divulgando este Projeto, na sua igreja e em outros lugares. Você pode ajudar a sustentar os nossos missionários que atuam no Projeto: O Clamor dos Esquecidos: Quem me Valera? Entre em contato conosco e receba maiores informações sobre o trabalho de evangelização da zona rural do Sertão.
“A evangelização do mundo tem passagem obrigatória pelo Sertão”.
Endereço para correspondência:
Rua: Vicente de Moura, 63. Dinarte Mariz.
CEP. 59 370-000.
Acarí - RN.
E-mail.
sluizrn@yahoo.com.br ou sluizrn@gmail.com
Veja Blogs do
Projeto Geração Esperança:
www.progera.blogspot.com
Clique nas fotos abaixo e veja mais fotos do Sertão


Coopere com o nosso Projeto e ajude a transformar a realidade social de crianças, adolescentes, jovens e vidas do Sertão Nordestino.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

PEPE GERAÇÃO ESPERANÇA

O QUE É O PEPE? Programa de Educação Pré-escolar.
FILOSOFIA
É uma preparação para o processo de ensino na escola formal. É o período introdutório de uma nova etapa na vida da criança, ou seja, a fase da escolarização. Ao contrário do que se pensa, não é simplesmente um lugar onde os pais podem deixar seus filhos com segurança enquanto trabalham. Mas, sim o lugar onde elas vão adquirir e aprimorar pré-requisitos para o bom desempenho e acompanhamento do processo de ensino, bem como o processo de socialização e cidadania. O objetivo da educação infantil é preparar a criança, fornecendo-lhe estrutura principalmente para o período de alfabetização, no desenvolvimento dos seguintes aspectos:
  • Biológico
  • Psicológico
  • Cognitivo
  • Cultural
  • Social
  • Perceptivo, motor e sensorial
  • Físico
  • Criativo e artístico

Freqüentar o PEPE, sem dúvida, faz diferença no desempenho do aluno durante a alfabetização. No PEPE, a criança desenvolve os aspectos citados acima, que são de grande importância, pois servem de alicerces para todo o processo de educação. Como alicerces, fornecem firmeza, confiança e segurança a fim de que possa enfrentar a fase da alfabetização, consciente de sua capacidade, valor e inteligência, dando-lhe suporte para superar as dificuldades, sem ser desestimulada. Ao mesmo tempo, começa a aprender a viver em sociedade, aprende a respeitar regras e pessoas diferentes daquelas com as quais convive em sua casa. Desta forma, sua adaptação à escola, um ambiente ainda maior e com mais diferenças, será muito mais fácil e mais tranqüila, pois a criança já passou pela experiência de vida em comunidade.

O PEPE, além de manter estes objetivos comuns a toda proposta pedagógica da educação infantil, também abraça outros, por estar fundamentada na fé cristã, e por apreciar a situação socioeducativa da criança menos favorecida de recursos, que será beneficiada pelo programa.

O PEPE destaca como fundamentais mais dois objetivos:

1 – Proporcionar às crianças na sua carência social, um ensino de qualidade, equiparado ao ensino público ou particular, oferecendo-lhe a mesma oportunidade de outras com melhores condições financeiras, de apresentar um bom rendimento escolar, para dar continuidade ao seu processo de alfabetização e aprendizagem.

2 – Proporcionar às crianças e a sua comunidade, em sua carência e necessidade, uma oportunidade de experimentar o amor e conhecer o valor dos princípios cristãos.

JUSTIFICATIVA

A desigualdade social é uma questão presente na nossa realidade. As causas, as razões e os transtornos são inúmeros e, sem dúvida a exclusão social é resultante dos desajustes sociais.

A violência também faz parte desse universo, suas marcas são profundas e avassaladoras, nos traz inquietude, desconforto e tristeza por vermos tantos semelhantes se autodestruírem, jogando fora aquilo que Deus lhes deu de mais precioso, a vida.Muitas vezes são pessoas com oportunidades de futuros brilhantes, mas desacreditadas, sem rumo, sem fé.

Uma geração com tantos recursos para uma vida satisfatória, mas tão vazias de esperança. Pois desconhecem a plenitude da vida, a alegria verdadeira, aquele que nos pode dar esperança.Nesse contexto encontramos pessoas ainda muito jovens, que já trazem da infância uma carga de amargura, de decepções, castradas dos seus sonhos e sem perspectivas de futuro.

Diante dessa realidade, cabemos uma reflexão, o que podemos fazer para reverter esse quadro? Sabemos que não podemos mudar o mundo, mas se unirmos força, se investir-mos nas crianças, muitas coisas iremos conseguir.Nesse sentido, tomamos como desafio de alcançar e desenvolver um trabalho com crianças, independentemente da posição social, da crença e dos costumes de suas famílias, pois o plano de Deus e o projeto de Deus são para todos.

O PEPE oferecerá atividades sócio-educativas, no intuito de ajudar as crianças na construção de conhecimentos, procedimentos e atitudes que lhes favoreçam a inclusão social nos seus diferentes contextos.O PEPE também promoverá a participação da família em atividades culturais e profissionalizantes, para que haja uma inclusão plena de todos os pares.

OBJETIVO

Oferecer as crianças a oportunidade de expandir os conhecimentos básicos formais, para o enfrentamento dos desafios do cotidiano, bem como o contato com os ensinamentos Sagrados para nutrição física, mental e espiritual das mesmas. Considerando a importância desses conhecimentos para a inclusão social dos mesmos.

Coopere com o nosso Projeto e ajude a transformar a realidade social de crianças, adolescentes, jovens e vidas do Sertão Nordestino.

Clique nas fotos abaixo e veja mais fotos

Há doze anos trabalhamos com as crianças sertanejas. O trabalho que temos realizado tem o objetivo de ajudar a moldar as vidas das crianças e adolescentes, no caráter por meio de gestos, atitudes e até entrega das nossas próprias vidas. Durante estes longos anos temos contado com a parceria e ajuda de muitas pessoas especiais que com responsabilidade, compromisso, amor e solidariedade nos têm ajudado a abençoar muitas crianças e famílias no sertão nordestino.
Precisamos, com seu apoio, levar as crianças da cidade sertaneja de Acari a viver de forma mais digna e com perspectiva de um futuro melhor, contemplando um horizonte mais promissor, pois cremos que as crianças representam a semente do presente e as grandes árvores do futuro. No mês da criança fizemos muitas atividades com as crianças do Sertão Nordestino.

Coopere com o nosso Projeto e ajude a transformar a realidade social de crianças, adolescentes, jovens e vidas do Sertão Nordestino.

Veja as fotos clicando nas fotos abaixo.


A nossa lavoura morreu, mas não a nossa esperança em Deus!!!

Só quem vai de alguma forma (contribuindo financeiramente, orando e estando no campo) é quem vai ouvir esta frase: a nossa lavoura morreu, ...