domingo, 13 de julho de 2008

QUANDO OS NOSSOS SONHOS SÃO ADIADOS.

Os problemas nos aproximam de Deus. É no vale que olhamos com mais intensidade para as alturas. É na crise que recorremos com mais pressa a Deus. Quando os nossos sonhos não se realizam, temos necessidade de buscar a Deus. É nessas horas que aprendemos a profunda lição que Deus adia os nossos sonhos para que O coloquemos em primeiro lugar em nossas vidas. O Deus das bênçãos é melhor do que as bênçãos de Deus. A intimidade de Deus é a maior necessidade das nossas vidas. Estar com Deus é a maior prioridade da nossa agenda. Os problemas não vêm para nos afastar de Deus, mas para nos levar a presença divina. Eles não são permitidos por Deus para nos destruir, mas para gerar em nós dependência do Altíssimo. Deus adia a realização dos nossos sonhos para nos manter perto dEle e nos ensinar que tudo,sem Ele,é nada. Não aprendemos as maiores lições da vida em dias de festa, mas na escola do sofrimento. É no vale que aprendemos as mais profundas lições da vida. É quando os nossos recursos se esgotam que conhecemos a providência do Jeová Jiré. É quando temos consciência de que o homem é homem, é que sabemos que Deus é Deus. Sonhos não realizados, desejos não satisfeitos, via de regra, nos levam a presença de Deus. O sofrimento não é um bem em si mesmo, mas Deus trabalha em nossas vidas de tal forma que o sofrimento se transforma em bem para nós. O sofrimento é pedagógico, tem um propósito positivo. Estamos vivendo a cultura da centralidade do homem, em torno do qual tudo gira. A humanidade está sendo seduzida por este antropocentrismo idolátrico. Essa visão humanista diz que Deus está a serviço do homem. Essa visão, contudo, é falsa. Não é o homem que está no centro. É Deus que está assentado no trono, somente Ele é Soberano e Ele faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade. A única coisa que nos cabe é nos lançar humildemente aos seus pés, sabendo que quando os nossos sonhos são adiados é porque Deus quer nos ensinar a lição de que Ele é melhor do que suas bênçãos. A nossa maior necessidade não é de coisas, mas de Deus! Você é o nosso convidado a participar da programação semanal da Igreja Batista em Carnaúba dos Dantas.

A nossa lavoura morreu, mas não a nossa esperança em Deus!!!

Só quem vai de alguma forma (contribuindo financeiramente, orando e estando no campo) é quem vai ouvir esta frase: a nossa lavoura morreu, ...